Uma característica interessante das ações que sobem

.

    
    
   Imagine que a parede abaixo represente uma empresa e que cada tijolo seja uma ação. Considerando que a quantidade de tijolos permaneça a mesma, deduz-se que, se a parede crescer de tamanho, cada tijolo também acabará por esticar as suas dimensões. Ao investirmos em ações, queremos ter tijolos de uma parede que cresça.



    Mas o que faz uma empresa crescer? LUCRO. Mas não é qualquer lucro. Esse lucro deve ter algumas características. Observe os gráficos abaixo, que representam os lucros anualizados e o histórico de cotações de Petrobrás e Ambev, respectivamente, e tente você mesmo encontrar uma linha de raciocínio.

PETROBRÁS – LUCROS ANUALIZADOS
                                                 


PETROBRÁS (PETR4) – COTAÇÕES



AMBEV – LUCROS ANUALIZADOS



AMBEV (AMBV4) – COTAÇÕES



                                                                                                                                     (Fonte: fundamentus.com.br)



    Após anos de acompanhamento do mercado de ações, esta observação chama bastante atenção: as cotações das ações parecem seguir a mesma tendência dos lucros das respectivas empresas. Lucros crescentes, ações em alta. Lucros decrescentes (ou prejuízos), ações em queda. Na verdade, lucros constantes já fariam uma empresa crescer. Lucros em alta acelerada, no entanto, são a expressão de uma empresa cada vez mais eficiente operacionalmente. Será este um indicador de paredes de tijolos que crescem?

Ricardo Loureiro

Obs.: Caso tenha gostado desse artigo, além de lhe pedir para compartilhar, convido a conhecer o nosso curso sobre Bolsa de Valores - Aprenda a Operar na Bolsa de Valores.