Dinheiro não traz felicidade, mas a falta dele atrapalha muito nossas vidas.

.

Infelizmente no Brasil não temos a cultura de educação financeira nas escolas. É dito há muito tempo que um país só se desenvolve com educação. Reconheço que estamos avançando com algumas iniciativas tais como a Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef) que reuni 12 instituições envolvidas para dar dimensão da importância da iniciativa. São elas: Banco Central, Comissão de Valores Mobiliá­rios (CVM), Superintendência de Seguros Privados, Superintendência Nacional de Previdência Complementar, ministérios da Educação, Fazenda, Justiça e Previdência Social, Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, BMFBovespa, Confederação Nacional das Empresas de Seguros e Federação Brasileira de Bancos. Precisamos disseminar práticas conscientes e inteligentes para o bom uso do dinheiro.

Eu desenvolvi uma metodologia que calcula quando cada pessoa precisa acumular em patrimônio para que o retorno deste patrimônio gere um valor necessário para cobrir suas despesas mensais, ou seja, ter uma renda passiva independente do seu trabalho. Acredito que nosso objetivo financeiro deva ser este: a minha liberdade/alforria financeira exige um patrimônio de quanto?

Exemplificando a linha de raciocínio de forma bem simples, uma pessoa gasta R$ 4 mil por mês. Se ela tivesse R$ 40 mil reais no banco, teria o equivalente a 10 meses de suas despesas. Se ela tivesse R$ 432 mil, teria o equivalente a 9 anos de suas despesas. Isso representa que o acumulo de reservas ao longo do tempo o torna cada vez mais livre e independente financeiramente.

Não estou pedindo para o querido leitor viva com privações, apenas que você ao longo de sua vida saiba que é preciso reservar um valor mensal para a construção de um patrimônio. Precisamos saber nosso destino financeiro igualmente como quando vamos viajar. Aposentar-se com dinheiro é o grande desafio atual. Chame para se a responsabilidade do seu futuro financeiro, não delegue ao governo via INSS ou outras entidades de previdência apenas. Saiba viver o hoje pensando no futuro.

É comum as pessoas acharem que deve viver o agora e o futuro a Deus pertença. Eu não tenho duvida que Deus lhe ame, mas está escrito na bíblia, não tentarás teu Deus. Você é responsável pelas suas escolhas e é o ator principal.

Patrimônio pode ser dinheiro que você tem no aplicado no banco, uma casa, um terreno, uma participação em um negocio próprio e por aí vai. Quanto maior for o seu patrimônio maior será a sua reserva financeira e mais próxima da sua liberdade financeira estará.

A reserva financeira também ajuda nos imprevistos que ocorrem no dia-a-dia. Recentemente tive uma serie de imprevistos: com o vidro elétrico do meu carro, pagamento de taxas no Detran e quebra da lente do meu óculos. Sei que você também tem imprevistos, este é mais um motivo para reservamos um valor mensal. Não podemos gastar tudo que ganhamos, este é o principio da educação financeira.

No caso do vidro elétrico do meu carro, uma oficina me cobrou R$ 289 e outra R$ 120. Isso representa uma economia de 140%, essa economia entrou para minha reserva.

Não se desanime pensando que levará muito tempo para construir um patrimônio elevado. Saiba que muitas fortunas foram construídas de forma lenta e gradativa. Lembre-se uma maratona começa com um pequeno passo.

Recomendo que leia o livro o milionário mora ao lado, de Thomas Stanley e William Danko.

A redução de gastos tem limite e em muitos casos é necessário também buscar forma de aumentar as receitas. É por isso que eu incentivo que você invista em conhecimento, pois ele é a mola para aumento de receitas e patrimônio. 
Rafael Fernando Corrêa

Autor, Palestrante e Educador Financeiro
Bacharel em Ciências da Computação